As atividades do Projeto “Mãos Arteiras”, da Casa Fraterna Espírita Chico Xavier (Cfrat), contribuem para harmonizar, promover a paz e equilibrar as emoções das voluntárias, que se dedicam carinhosamente a produzir peças variadas de artesanato, pintura, reciclagem e crochê. “A sensação é de que o tempo passa suave por estarmos comprometidas nessa atividade, que nos permite uma concentração de esforços muito benéfica”, analisa a Coordenadora Mariza Neves dos Santos.

O Projeto existe há 12 anos e, coincidentemente, hoje, conta com doze voluntárias. Elas se reúnem semanalmente, às terças-feiras, para reciclar e criar os produtos. “Quando temos algum evento, nos reunimos também às quintas-feiras”, explica Mariza dos Santos.

“Mãos Arteiras” integra o Departamento de Assistência e Promoção Social da Cfrat, basicamente desde que a Casa foi fundada. A renda obtida com a venda das peças é revertida para obras sociais do Centro. Mariza dos Santos acrescenta que é também uma meta reunir recursos para ajudar na aquisição da futura sede da Cfrat.

Outro desdobramento do Projeto é essencialmente social. “Temos a prática de, a partir de uma seleção, escolhermos peças para serem doadas a famílias necessitadas, ou seja, atender pessoas carentes”, explica a Coordenadora do “Mãos Arteiras”.

“A ideia surgiu da necessidade de ter mais renda com trabalhos bem feitos e de bom gosto, tudo iniciou dessa forma”, declara Mariza dos Santos.

Maiores informações:

Casa Fraterna Espírita Chico Xavier
QE 34, Conjunto N, Casa 48
Guará II – Brasília – DF