O Projeto Aprender atende crianças da comunidade do Guará em situação de vulnerabilidade social que chegam, na sua maioria, com grande defasagem de aprendizado. Por se tratar de um projeto piloto, a Coordenação optou por atender um pequeno número de crianças e abriu 10 vagas.

Um dos resultados do Projeto Aprender do Grupo Espírita Abrigo da Esperança (Geae) tem sido fortalecer e aprimorar os vínculos familiares entre os alunos e os pais. Voltado para crianças matriculadas em escolas públicas do Guará, a atividade funciona de segunda a sexta-feira no período da manhã, entre as 7 h 30 min e 11 h 30 min, com café da manhã, Oficina de Meditação, Reforço Escolar, Musicalização Infantil, Judô e Recreação.

Conforme explica o Diretor de Projetos do Geae, André Campos, o principal objetivo do Projeto é oferecer às crianças condições para que se tornem cidadãos responsáveis e capazes de determinar o curso de suas atividades; ou seja, a formação de indivíduos autônomos. “A proposta central do Projeto Aprender é criar um ambiente favorável ao desenvolvimento emocional, físico, intelectual, psíquico e social das crianças assistidas. Esse desenvolvimento propicia os sentimentos de bem-estar, equilíbrio e satisfação”.

Hoje, o Projeto atende oito crianças com idade entre 6 e 10 anos, que são assistidas por 14 voluntários do Geae. A meta é propiciar vagas também no período da tarde. Para tanto, o GEAE está se preparando.

O Projeto Aprender tem reconhecimento de organizações sociais. Já recebeu certificação do Conselho de Assistência Social e do Conselho da Criança e do Adolescente do Distrito Federal.  A meta é conseguir celebrar, em 2019, convênios com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedest) e com o Conselho de Assistência e Desenvolvimento da Criança e do Adolescente do Distrito Federal.

Onde procurar:

Grupo Espírita Abrigo da Esperança
QE 40 Área Especial 6A lote 4
Guará II – Brasília – DF
Conheça o site do GEAE

http://www.geae.org.br/